Produção Acadêmica do GIG@/UFBA

Nossa produção acadêmica sobre Gênero, TIC e Software Livre

2022

FERREIRA, Sérgio Rodrigo da Silva. Problematizando os estudos das masculinidades: A perspectiva transmasculina nas pesquisas brasileiras. Cadernos de Gênero e Diversidade, v.8, p.80 – 105, 2022.

FERREIRA, Sérgio Rodrigo da Silva. Diferencias y similitudes en los usos estratégicos de las plataformas de redes sociales para hombres transgéneros. In: ¿Quién se apropia de qué?: tecnologías digitales en el capitalismo de plataformas.1 ed.Buenos Aires: CLACSO, 2022, p. 149-150.

2021

FERREIRA, Sérgio Rodrigo da Silva. Corpo, natureza e artifício: discursos midiatizados como máquinas de construir corpos sexuados. LOGOS (UERJ. IMPRESSO). , v.28, p.91 – 106, 2021.

FERREIRA, Sérgio Rodrigo da Silva. Da rua às redes sociais on line: um mapeamento da construção das pautas do movimento transgênero brasileiro no Facebook. Cadernos de Gênero e Tecnologia , v.14, p.474-491, 2021.

NATANSOHN, Graciela; REIS, Josemira. Digitalizando o cuidado: mulheres e novas codificações para a ética hacker. CADERNOS PAGU, v. 1, p. 1-32, 2021.

FERREIRA, Sérgio Rodrigo da Silva. O que é (ou o que estamos chamando de) ‘Colonialismo de Dados’?. PAULUS: Revista De Comunicação Da FAPCOM, v. 5, n.10, p. 49-61, 2021.

FERREIRA, S. R. da S.. A respeito da categoria (trans/cis) gênero: a representação da identidade de gênero e a cisgeneridade compulsóriaRevista ECO-Pós24(3), p. 355–380, set.- dez., 2021. https://doi.org/10.29146/ecopos.v24i3.27576

FERREIRA, Sérgio Rodrigo da Silva. Transmasculinidade e a produção de redes de apoio e saberes sobre saúde, identidade e política no Facebook. ECCOM – Educação, Cultura e Comunicação, v. 12, n. 24, p. 300-312, 2021.

FERREIRA, Sérgio Rodrigo da Silva. A midiatização do habitus e a dimensão da diferença: processos comunicacionais da transgeneridade em rede. CSOnline – REVISTA ELETRÔNICA DE CIÊNCIAS SOCIAIS, n. 33, p.337 – 357, 2021.

FERREIRA, Sérgio Rodrigo da Silva. Transmasculinidades interseccionalizadas: reflexões teóricas a partir da prática da pesquisa com homens transgêneros. REBEH – Revista Brasileira de Estudos da Homocultura. , v.4, n.13, p.123 – 142, 2021.

FERREIRA, Sérgio Rodrigo da Silva. Imunes ao luto: visibilidade midiática e necropolítica às pessoas transgêneras. In: Cárlida Emerim; Ariane Pereira; Edna Melo; Flávio Porcello. (Org.). Telejornalismo e direitos humanos: Pesquisas e relatos de experiências. 1ed.Florianópolis: Editora Insular, 2021, p. 265-290.

FERREIRA, Sérgio Rodrigo da Silva. Ousar dizer a “verdade” sobre o próprio gênero (apesar da cis-heteronorma): questões tecnológicas e normativas para dizer-a-verdade-sobre-si de sujeitos transgêneros. Revista Brasileira de Literatura Comparada, v. 23, n. 44, p. 203-221, set.- dez., 2021.

FERREIRA, S. R. S. “Identitarismo” e LGBTQIA+ nas eleições municipais de 2020: uma genealogia digital no Twitter. In: Diversidade sexual, étnico-racial e de gênero: saberes plurais e resistências.1 ed.Campina Grande: Realize Editora, 2021, v.1, p. 3015-3029.

NATANSOHN, L. Graciela. Ciberfeminismos 3.0. Covilhã: LabCom.IFP, 2021. 246 p.

2020

BARROS, T. N. Estamos em marcha! Escrevivendo, agindo e quebrando códigos. In Silva, T (Org). Comunidades, algoritmos e ativismos digitais: Olhares afrodiaspóricos (pp. 184-197). São Paulo, SP/Brasil: LiteraRUA. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/339954112_Comunidades_Algoritmos_e_Ativismos_Digitais_olhares_afrodiasporicos#fullTextFileContent.

FERREIRA, Sérgio Rodrigo da Silva. Gerenciamento de limites interpessoais em distintas plataformas de mídias sociais por homens transgêneros. Revista Paradoxos. v.5, p.167 – 182, 2020.

FERREIRA, Sérgio Rodrigo Da Silva. “Transmasculinidades e cogestão dos dados on-line: gênero e subjetividade no Facebook”. Corpos dissidentes, corpos resistentes: do caos à lama… Campina Grande: Realize Editora, 2020. p. 510-524. Disponível em: http://www.editorarealize.com.br/artigo/visualizar/65150.

FERREIRA, Sérgio Rodrigo da Silva. Que contam os rastros digitais no Facebook sobre a recente história do movimento de pessoas transgêneras no Brasil? In: Encontro Virtual da ABCIBER 2020, Anais […]. : Associação Brasileira de Pesquisadores em Cibercultura, 2020.

FERREIRA, Sérgio R. S.; MOYANO, Renzo; RIVOIR, Ana; REYES, Roberto C.; ALARCÓN, Cristina; HAIN CEA, Andrea; HERRERA CARVAJAL, Consuelo. Desafíos frente a la desigualdad en el acceso a las tecnologías digitales. In: I Encuentro del Grupo de Trabajo de CLACSO Apropiación de tecnologías digitales e interseccionalidades, 2020. , Anais […]. : GT CLACSO Apropiación de tecnologías digitales interseccionalidades 2020.

FERREIRA, Sérgio Rodrigo da Silva. Digitalização de si e transmasculinidades: a constituição de subjetividades gendradas e a produção de saberes no Facebook. Tese (Doutorado em Comunicação e Cultura Contemporâneas) – Universidade Federal da Bahia, Faculdade de Comunicação, Salvador, p. 357, 2020.

FERREIRA, S. R. S. Práticas e discursos gendrados sobre si mesmo de homens trangêneros usuários do Facebook In: XIII Simpósio Nacional da Associação Brasileira de Cibercultura, 2020, Rio de Janeiro. Virtualização da vida: anais do XIII Simpósio Nacional da ABCiber. Rio de Janeiro: ABCiber, 2020. p.1 – 12

FRANCISCO, Eduardo P.; NATANSOHN, Graciela; REIS, Josemira S.; CONDE, Macarena H.; LAUDANO, Claudia; ¿Rupturas paradigmáticas frente a las tecnologías digitales? Tecnofeminismo y otras banderas. In: I Encuentro del Grupo de Trabajo de CLACSO Apropiación de tecnologías digitales e interseccionalidades. 2020.

GOLDSMAN, F. ; NATANSOHN, L. Graciela. Cuidados durante la pandemia: cómo denunciar la violencia doméstica?. México: Derechos Digitales, 2020 (Livro (sem ISBN)).

NATANSOHN, Graciela. Vigiar e punir… por telefone celular: prerrogativa varonil sobre as mulheres. In: Lavits_Covid19_#17, 2020. Rede Latino-Americana de Estudos sobre Vigilância, Tecnologia e Sociedade (LAVITS).

NATANSOHN, Graciela; BRANDÃO, Rafaela M. G. B.; COELHO, Ana Paula P.; FERREIRA, Sérgio R. S.; MOTTER, Julianna P. J.; REIS, Josemira S. Intersecções entre gênero e internet. In: Congresso Virtual UFBA 2020, I, Salvador, UFBA, 2020.

PAZ, Mônica de Sá Dantas; SANTOS, Carla Elaine Freitas. O fenômeno dos golpes digitais de engenharia social e do vazamento de dados pessoais na pandemia da COVID-19. In: XIII Simpósio Nacional da ABCiber, Anais […] : Associação Brasileira de Pesquisadores em Cibercultura, 2020, Online, 2020.

PAZ, Mônica S.D. Os Golpes Digitais como mais um Risco na Pandemia da COVID-19: relatos e impactos sobre a segurança da informação. In: Encontro Virtual da ABCiber, Anais […] : Associação Brasileira de Pesquisadores em Cibercultura, 2020.

PAZ, Mônica S.D. Segurança da Informação e comunicação organizacional frente a pandemia da COVID-19. In: V Congresso de Comunicação da UNINTER: ajustamentos comunicativos em tempos incomuns, Anais […], Curitiba: UNINTER, 2020. v. 5. p. 118-120.

2019

BRITO, Juliana Lopes. Tirando o sapatinho e botando o pé no chão: como se forma uma influenciadora digital (Dissertação de Mestrado). Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2019.

FERREIRA, S. R. DA S.; NATANSOHN, L. G. Objetos de aparecer e de desaparecer de Anastacia: diálogos sobre passabilidade trans* e o direito ao manejo dos próprios dados on-line a partir de um estudo de caso. Cadernos de Comunicação, v. 23, n. 1, jan-abr. 2019. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/ccomunicacao/article/view/36709

FERREIRA, S. R. DA S. Transmasculinidades e a formação de rede como cogestão dos dados online: conversas compartilhadas sobre gênero e subjetividade no Facebook. Anais XV Enecult. Anais…Salvador: XV Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura – Enecult, 2019. Disponível em: <http://www.enecult.ufba.br/modulos/submissao/Upload-484/112359.pdf>

FERREIRA, S. R. DA S. Transmasculinidades, passabilidade e manejo de dados on-line: algumas questões acerca da digitalização de si no Facebook. (L. N. Andrade, org.). IX Congresso Internacional da ABEH. Anais…Campina Grande: Realize Editora, 2019.

GERMANO, I. ; NATANSOHN, L. Graciela; CARNEIRO, J. S. ; LIMA, A.F. ; MARQUES, A.; Gênero, tecnologias digitais e ativismo: quando jovens mulheres abrem a boca na rede. In: Veriana Colaço; Idilva Germano; Luciana Lobo Miranda; João Paulo Barros. (Org.). Juventudes em Movimento: experiências, redes e afetos. 1ed. Fortaleza: Expressão Gráfica Editora, 2019, v. 1, p. 479-512.

NATANSOHN, L. Graciela; ROVETTO, Florencia (Orgs.). Internet e feminismos: olhares sobre violências sexistas desde a América Latina. Salvador, EDUFBA, 2019. 231 p.

NATANSOHN, L. Graciela; PAZ, Mônica S.D. Ciberfeminismos contemporáneos, entre usos y apropiaciones. CADERNOS PAGU, v. 56, p. 1-29, 2019.

PAZ, Mônica S.D.; DIAS, Tiana V. S. A representação das mulheres, o discurso do empoderamento feminino e as repercurssões nas redes sociais das marcas Avon e O Boticário. In: XI Seminário de Pesquisa da Estácio, 2019, Rio de Janeiro. Anais do XI Seminário de Pesquisa da Estácio (2019). Rio de Janeiro: UNESA, 2019. v. 1.

REIS, Josemira; GONZÁLEZ RAMOS, Ana María. Mujeres hackers y sus nuevos espacios: Un panorama de las experiencias engendradas en el Brasil actual. Llibre d’actes Congrés Dones, Ciència i Tecnologia, WSCITECH19, vol.1, n.1, Terrassa, Barcelona, 2019.

REIS, Josemira; GONZÁLEZ RAMOS, Ana María. Mulheres tecnólogas e hackers: apontamentos sobre as experiências de (as)simetrias e (in)visibilidade de coletivas brasileiras. In: VI Simpósio Internacional LAVITS 2019, Salvador, Bahia, Brasil.

REIS, Josemira; NATANSOHN, Graciela. Del ciberfeminismo al hackfeminismo. Notas para pensar Internet en tiempos de la algoritmia. In: RIVOIR, A., & MORALES, M. (Eds.). Tecnologías digitales: Miradas críticas de la apropiación en América Latina. Buenos Aires: CLACSO. 

2018

DIAZ NOCI, Javier ; NATANSOHN, L. Graciela. Acercamientos a las estrategias lectoras del hiperdocumento.
In: BARBOSA,S.; PALACIOS,M. ; MACHADO,E.. (Org.). GJOL 20 anos de Percurso: Textos fundadores e metodológicos. 1ed. Salvador: EDUFBA, 2018, pp. 427-436.

FERREIRA, Sérgio Rodrigo da Silva; NATANSOHN, Leonor Graciela. Digitalização de Si: algumas contribuições teóricas para entender o corpo em ambientes digitais In: Congresso Internacional em Humanidades Digitais, 2018, Rio de Janeiro. Anais do Congresso Internacional em Humanidades Digitais. Rio de Janeiro: CPDOC/FGV, 2018. v.1. p. 35 – 41

GOLDSMAN, Marta Florencia. #LibertadParaBelen: Twitter e o debate sobre o aborto na ArgentinaDissertação – Universidade Federal da Bahia (UFBA), Salvador, 2018.

MACHARIA, Keguro. O Quênia queer na lei e na política. Tradução por Sérgio Rodrigo da Silva Ferreira. In: REA, C.; PARADIS, C. G.;AMANCIO, I. M. S.. Traduzindo a África Queer. Salvador: Editora Devires, 2018. p. 145-166

NATANSOHN, L. Graciela. Ciberfeminismos 3.0: nuevos horizontes. In: XIV ALAIC- Congreso de la Asociación Latinoamericana de Investigadores de la Comunicación (ALAIC), 2018, San José de Costa Rica. Memorias do Grupo de Interés 3, Comunicación, género y diversidad sexual XIV ALAIC- Congreso de la Asociación Latinoamericana de Investigadores de la Comunicación (ALAIC). San José de Costa Rica: Universidad de Costa Rica, 2018. v. 1. p. 90-94.

NATANSOHN, L. Graciela; GOLDSMAN, F. Violencia de género expandida: Vigilancia y privacidad en red.
Revista Fronteiras (online), v. 20, p. 378-389, 2018.

NATANSOHN, L. Graciela; PAZ, Mônica. Entre usos y apropiaciones de tecnología digital: ciberfeminismos contemporáneos. In: LAGO MARTÍNEZ, Silvia [et al.]. Acerca de la apropiación de tecnologías: teoría, estudios y debates. 1a ed. – Rada Tilly : Del Gato Gris ; Ciudad Autónoma de Buenos Aires: IIGG – Instituto de Investigaciones Gino Germani ; Ciudad Autónoma de Buenos Aires: Red de Investigadores sobre Apropiación de Tecnologías, 2018, p. 131-140.

NATANSOHN, Graciela; PAZ, Mônica. Entre usos y apropiaciones de tecnología digital: ciberfeminismos contemporáneos. In: XXVII Encontro Anual da Compós, 2018, Belo Horizonte. Anais do XXVII Encontro Anual da Compós, 2018.

PAZ, Mônica S.D. As mulheres da comunidade software livre do Brasil convidam para uma roda de conversa sobre as desigualdades de gênero da TI. In: Encontro da Rede Feminista Norte e Nordeste de Estudos e Pesquisas sobre Mulher e Relações de Gênero, 2018, Salvador-BA. Anais XX Encontro Nacional da Rede Feminista Norte e Nordeste de Estudos e Pesquisa sobre Mulher e Relações de Gênero (REDOR), 2018.

PAZ, Mônica S.D. Mulheres que fomentam a perspectiva de gênero no movimento software livre do Brasil. In: X Seminário de Pesquisa da Estácio, 2018, Rio de Janeiro. Anais do Seminário de Pesquisa da Estácio. Rio de Janeiro: Estácio, 2018. v. 1.

REIS, Josemira; NATANSOHN, Graciela. Mulheres e TICs: mapeando mediações e repertórios de ação coletiva no Brasil Contemporâneo. IV Colóquio Latinoamericano Colonialidade/Decolonialidade do Poder /Saber/Ser. Salvador, 2018.

RODRIGUES, A. ; ZAMBONI, J. ; FERREIRA, Sérgio Rodrigo da Silva ; ROSEIRO, S. Z. . Aprendizagens infames com Leona Assassina Vingativa: por uma infância inominável. In: Wlaumir Doniseti de Souza. (Org.). Xadrez a luz do sol: direitos humanos, gênero e etnia em questão. 1ed.Jundiaí: Paco Editorial, 2018, v. , p. 145-166.

2017

BARROS, Thiane. Ciberfeminismos e superinclusões de gênero: a blogagem feminista e os deslocamentos interseccionais. 11º Fazendo Gênero/ 13º Women’s Worlds Congress. Florianópolis, 2017. (No prelo)

FERREIRA, Sérgio Rodrigo da Silva. Saberes localizados e a “escrita de si” de sujeitos trans em plataformas digitais. 11º Fazendo Gênero/ 13º Women’s Worlds Congress. Florianópolis, 2017.

FERREIRA, Sérgio Rodrigo da Silva. O direito ao manejo dos dados, a autodeterminação e a passabilidade trans: diálogos a partir de um relatoV Seminário Internacional Enlaçando Sexualidades. Salvador, 2017.

FERREIRA, Sérgio Rodrigo da Silva. Como estar (na pesquisa) diante de sujeitos trans? In: 3º Seminário Desfazendo Gênero, 2017, Campina Grande. Com a diferença tecer a resistência: 3º Seminário Desfazendo Gênero. Campina Grande: Universidade Estadual da Paraíba, 2017. p.742 – 747

FRANCISCO, Eduardo Pereira. A configuração comunicativa do YouTube em três dimensões (discursiva, audiovisual, mídia social): uma proposta metodológica para analisar a plataforma. XIII Encontro de estudos multidisciplinares em cultura (Enecult). Salvador, 2017.

FRANCISCO, Eduardo. Videografias de si: a produção de saberes no YouTube através dos relatos de si. V Seminário Internacional Enlaçando Sexualidades. Salvador, 2017. (No prelo)

GOLDSMAN, Marta Florencia. Miradas feministas para una crítica del internet-centrismo como mito de la era ciborg. 11º Fazendo Gênero/ 13º Women’s Worlds Congress. Florianópolis, 2017.

NATANSOHN, L. Graciela ; PAZ, Mônica . De los usos a las apropiaciones de tecnología digital, entre las micro y las macropolíticas. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso – 2º Encuentro Latinoamericano y 4º Encuentro Nacional de la Red de Investigadores sobre Apropiación de Tecnologías, Buenos Aires).

PAZ, Mônica de Sá Dantas. Mulheres e Software Livre no Brasil: como elas estão hackeando este movimento. In: X Simpósio Nacional da ABCiber: conectividadade, hibridização e Ecologia as Redes Digitais, 2017, São Paulo. Anais do X Simpósio Nacional da ABCiber: conectividadade, hibridização e Ecologia as Redes Digitais. São Paiulo, 2017. v. 1. p. 2030-2046.

PAZ, Mônica de Sá Dantas. Conflitos de Gênero na TI: o caso do grupo /MNT – Mulheres na Tecnologia. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação – III Workshop de Pesquisa e Extensão Onda Digital: Tecnologia, Inclusão e Diversidade do Programa Onda Digital da UFBA, Salvador-BA).

PAZ, Mônica de Sá Dantas. Ciclo de Palestras Computador e Ética na Sociedade Contemporânea – Departamento de Ciência da Computação da UFBA. Movimento de mulheres na comunidade software livre no Brasil. 2017. (Palestra).

PAZ, Mônica. Ciberfeminismos na comunidade software livre do Brasil. 11º Fazendo Gênero/ 13º Women’s Worlds Congress. Florianópolis, 2017.

REIS, Josemira. Feminismo por hashtags: as potencialidades e riscos tecidos pela rede. 11º Fazendo Gênero/ 13º Women’s Worlds Congress. Florianópolis, 2017.

REIS, Josemira; NATANSOHN, Graciela. Com quantas hashtags se constrói um movimento?: o que nos diz a “Primavera Feminista” brasileira. Tríade: Comunicação, Cultura e Mídia, v. 5, p. 113-130, 2017.

SILVEIRA,  Letícia. “Se baixarmos o ´volume´, não vão nos ouvir”: as apropriações do YouTube e a performance das mulheres ´crespas´ e ´cacheadas´. Dissertação – Universidade Federal da Bahia (UFBA), Salvador, 2017.

2016

BASILIO, Javier. Lenguaje sexista en revista para hombres: un análisis de los estereotipos y arquetipos femeninos en el sitio web español GQ Magazine (Dissertação de Mestrado). Pós-graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas. Universidade Federal da Bahia. Salvador, 2016.

BASILIO, Javier. Despersonificación de las mujeres en las revistas para hombres: un análisis de la representación femenina en el sitio de GQ Espana. In: II Congresso de Identidade Sexual e Gênero (1ª edição internacional), 2016, Belo Horizonte. Caderno de Resumos. Belo Horizonte: Initia Via, 2016. p. 329-333.

BASILIO, Javier. Da mulher em papel à mulher na rede: representação feminina no site da revista para homens GQ Espanha. In: Congresso Nacional do Intercom 2016, 2016, São Paulo. Anais do Congresso Nacional do Intercom 2016. v. 2. p. 1-15.

BASILIO, Javier. De damas a mujeres fatales: arquetipos femeninos en el sitio web de la revista masculina GQ España. In: Congreso Internacional de Comunicación y Género, 2016, Sevilha. Libro de Actas del Congreso Internacional de Comunicación y Género, 2016.

FERREIRA, S. R. S.; ROSEIRO, M. C. F. B. ; CACILHAS, A. Do lugar de que se fala: territorialidades discursivas sobre gênero e sexo nas redes. In: RODRIGUES, A.; MONZELI, G. A.; FERREIRA, S. R. S.. (Org.). A Política no Corpo: gêneros e sexualidade em disputa. 1ed. Vitória: Edufes, 2016, v. 1, p. 123-141.

GOLDSMAN, Florencia; NATANSOHN, Graciela. Violencia contra las mujeres en red, vigilancia y el derecho a la privacidad. IX Simpósio Nacional ABCiber. São Paulo, 2016. Disponível: Archive.org

NASCIMENTO, Jéssica. Estereótipos femininos nos jogos eletrônicos online: um estudo sobre representações de gênero em League of Legends. Trabalho de Conclusao de Curso (Monografia) – Universidade Federal da Bahia (UFBA), Salvador, 2016.

PAZ, Mônica de Sá Dantas. Privacidade e Facebook: reflexões e dicas de configuração (palestra). In: V CONGRAD – Congresso da Graduação do Centro Universitário da Bahia: cidadania, diversidade e acessibilidade. 22/11/2017, Campus Gilberto Gil, Salvador-BA.

SANTANA,  Juliana.  “Aqui eu grito tudo que sofro calada” – ‪#‎thinspiration: construção digital do corpo anorético feminino. Dissertação – Universidade Federal da Bahia (UFBA), Salvador, 2016.

SILVEIRA, Leticia. Apropriações do YouTube na construção da identidade crespa e cacheada. Apresentação de trabalho – Congresso UFBA 70 anos. 2016.

2015

SANTANA, Juliana.. #Thinspiration: desafios de magreza anorética no Tumblr. In: XIII Seminário Internacional da Comunicação – Janelas para o mundo: telas do imaginário, 2015, Porto Alegre – RS. Seminário Internacional da Comunicação (13. : 2015 : Porto Alegre, RS), 2015.

SANTANA, Juliana. Ilustrando tabus: Reflexões sobre o projeto ?Mulheres? e a presença feminina no campo da ilustração. II Seminário Internacional Desfazendo Gênero. 2015.

NATANSOHN, Graciela. Por una agenda feminista para internet y las comunicaciones digitales. In PELÚCIO, Larissa (Org.) No emaranhado da rede – Gênero, sexualidade e mídia – desafios teóricos e metodológicos do presente. Baurú: UFSCar.

PAZ,  Mônica de Sá Dantas. Mulheres e tecnologia: hackeando as relações de gênero na comunidade software livre do Brasil. Tese (doutorado) – Pós-graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas. Universidade Federal da Bahia. Salvador, 2015.

PAZ, Mônica de Sá Dantas. Entre o movimento de mulheres da/nas TIC s e os feminismos: uma análise do grupo /MNT Mulheres na Tecnologia. Contemporanea (UFBA. Online), v. 13, p. 329-347, 2015.

PAZ, Mônica de Sá Dantas. O Software Livre enquanto Bandeira do Movimento de Mulheres na TI. IN: Workshop de Software Livre – Porto Alegre, 9-10/07/2015.

2014

ALENCAR, M. T. . Para além dos livros: O feminismo no contexto da cibercultura no Brasil. In: II Confibercom – Congresso de Comunicação Ibero Americana, 2014, Braga, Portugal. Anais do II Confibercom, 2014.

NATANSOHN, Graciela. Mulheres e uso das TIC, algumas reflexões metodológicas. In: Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação. XXXVII Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação – Foz do Iguaçu, PR – 2 a 5/9/2014.

NATANSHON, Graciela. Por una agenda feminista para internet y las comunicaciones digitales. In: III Congreso Género y Sociedad: voces, cuerpos y derechos en disputa, 2014, Córdoba, Argentina, 24 a 26 de setembro de 2014.

2013

BRUNET, Karla S. ; NATANSOHN, L. Graciela. Cultura digital e práticas femininas: Labdug, relato de uma experiência. In: NATANSOHN, Graciela. (Org.). Internet em código feminino. Teorias e práticas. Ed. revista e ampliada.. 2ed.Buenos Aires: La Crujía, 2013, v. 1, p. 163-170.

NATANSOHN, L. Graciela (Org.). Internet en código femenino. Teorías y prácticas. 1. ed. Buenos Aires: La Crujía, 2013. v. 1.

NATANSOHN, L. Graciela (Org.). Internet em código feminino. Teorias e práticas. Edição revista e ampliada. 2. ed. Buenos Aires: La Crujía, 2013. v. 1.

NATANSOHN, L. Graciela. Introducción: Qué tienen que ver las tecnologías digitales con el género?. In: NATANSOHN, Graciela. (Org.). Internet en código femenino. Teorías y prácticas. 1ed.Buenos Aires: La Crujía, 2013, v. 1, p. 15-38.

NATANSOHN, L. Graciela. Introdução: O que tem a ver as TIC com o gênero?. In: NATANSOHN, Graciela. (Org.). Internet em código feminino. Teorias e práticas. Edição revista e ampliada. 2ed.Buenos Aires: La Crujía, 2013, v. 1, p. 5-25.

NATANSOHN, L. Graciela ; WOLFART, G. . Tecnologia ainda é coisa de homem, mas isto está mudando. Entrevista a Graciela Natansohn. Revista do Instituto Humanitas Unisinos, Sao Leopoldo, RS, 17 jun. 2013.

PAZ, M. S. D. . A divisão digital de gênero no movimento software livre do Brasil. In: NATANSOHN, Graciela. (Org.). Internet em código feminino. Teorias e práticas. Ed. revista e ampliada.. 2ed. Buenos Aires: La Crujía, 2013, v. 1, p.151-162

ROCHA, Bruna; SANTOS, Tamila dos; ALENCAR, Marcella; FARIAS, Leidiane Alves de. O Ciberfeminismo desencantado. Resenha de NATANSOHN, Graciela. (Org.). Internet em código feminino. Teorias e práticas. Ed. revista e ampliada.. 2ed.Buenos Aires: La Crujía, 2013. In:Revista Feminismos, Vol.1, N.3, Set. – Dez. 2013, Disponível em: <www.feminismos.neim.ufba.br>.

2012

NATANSOHN, L. Graciela . Tecnologia e sexismo: os desafios da inclusão digital. In: XVII Simpósio Baiano de Pesquisadoras(es) sobre mulheres e relações de gênero, 2012, Salvador. Caderno de Resumos: Estudos Feministas e de Gênero e as Matrizes de Desigualdades: Sexismo, Racismo e Lesbo-Homofobia. Salvador: NEIM/UFBA, 2012. v. 1.

NATANSOHN, L. Graciela . Gênero e TIC: presenças e ausências. In: Conferencia Regional UC ICA, 2012, Santiago. Conferencia Regional UC ICA, 2012.

NATANSOHN, L. Graciela ; BRUNET, K. S. ; PAZ, M. S. D. . A cultura digital: uma questão de gênero. In: IX ALAIC – Congreso Latinoamericano de Onvestigadores de la Comunicación, 2012, Montevideu. IX ALAIC – Associação Latinoamericada de investigadores de la Comunicación, 2012.

PAZ, M. S. D. . Gênero e Comunidade Software Livre Brasileira: considerações iniciais. In: XVII Simpósio Baiano de Pesquisadoras(es) sobre mulheres e relações de gênero, 2012, Salvador. Caderno de Resumos: Estudos Feministas e de Gênero e as Matrizes de Desigualdades: Sexismo, Racismo e Lesbo-Homofobia. Salvador: NEIM/UFBA, 2012. v. 1.

PAZ, M. S. D. . Gênero e o movimento software livre no Brasil: conhecendo alguns grupos de mulheres. In: V Congresso de Estudantes de Pós-graduação em Comunicação, 2012 Niterói. ANAIS do V Congresso de Estudantes de Pós-graduação em Comunicação, 2012.

PAZ, M. S. D. . Controvérsias da cadeia produtiva do Software Livre na perspectiva da Teoria Ator-Rede. In: VI Simpósio Nacional da Abciber, 2012, Novo Hamburgo. In: VI Simpósio Nacional da Abciber – Entreternimento Digital, Anais 2012, 2012.

2011

NATANSOHN, L. Graciela; BRUNET, Karla S. . No mundo da tecnologia, há uma brecha digital de gênero, raça e classe. In: Folha de Sao Paulo, São Paulo, 16 mar. 2011.

NATANSOHN, Graciela; BRUNET, Karla Schuch; PAZ, Mônica Dantas. Mulheres na Cultura Digital: perspectivas e desafios. In:Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação – XIII Congresso de Ciências da Comunicação na Região Nordeste. Maceió – AL – 15 a 17 de junho 2011. Disponível em: http://www.intercom.org.br/papers/regionais/nordeste2011/lista_area_DT07.htm

2010

BRUNET, Karla S. ; NATANSOHN, L. Graciela . Ciberfeminismo, LabDebug e práticas artísticas. In: ABCiber, 2010, Rio de Janeiro. Anais do ABCiber, 2010.

NATANSOHN, L. Graciela ; BRUNET, Karla S. . Ciberespacio y Mujeres, una tierra en transe. In: Revista Latinoamericana de Ciencias de la Comunicación, v. VI, p. 170-181, 2010.

PRETTO, N. L. ; BONILLA, M. H. ; SANTANA, F. A. ; GONCALVES, B. ; MELLO, H. ; PAZ, M. S. D. . Soluções em software livre para rádio web. In: Nelson De Luca Pretto, Sandra Pereira Tosta. (Org.). Do MEB à WEB: o rádio na Educação. 1ed.Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2010, v. 1, p. 151-173.

Sobre o Autor

Mônica Paz é doutoranda e mestre (2010) pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas, na linha de pesquisa sobre Cibercultura, da FACOM/UFBA. Bacharel em Ciência da Computação pelo DCC/IM/UFBA (2007). Entusiasta do movimento Software Livre, já colaborou com a comunidade baiana desse movimento em alguns de seus eventos.